30 de outubro de 2013

EALDP– 2° Temporada – Capitulo 49 - Vamos lá Demetria!




Muitas coisas já tinham acontecido e meses já tinham se passado, por que não ler a carta agora? Demetria deixou os outros papeis do seu lado e segurou a carta. Quando foi abrir Sunny entrou no quarto.


- Mamãe, o Shane esta chorando. –falou Sunny.


- Tudo bem filha –disse Demetria olhando para a carta e colocando por cima das roupas que estavam dentro da mala- mamãe vai lá saber o que aconteceu com ele. –disse levantando-se.

- Mamãe, você ficará muito tempo fora? –perguntou Sunny saindo junto com a mãe.

- Não meu amor, mamãe voltará rapidinho. –respondeu olhando para pequena.


- Promete? –disse Sunny olhando com carinha de triste pra Demetria.


- Prometo! –respondeu dando um beijo na bochecha de Sunny.


# Com Joseph Jonas.


-... E ela disse que quer se separar dele. –Joseph estava comentando com a mãe sobre o que tinha conversado com Miley.


- Joe, meu filho você não deveria ter se metido. –disse Denise.


- Eu só quis ajudar! –disse Joseph bufando.


Ele estava na casa da mãe para poderem conversar um pouco ou só para matar a saudade, tanto faz Joseph ainda preservava seu relacionamento com a mãe.


- Eu sei querido –pausou Denise- aquela sua amiga anda sumida né?!


- Que amiga? –perguntou ele franzindo a testa


- Dan... De... –Denise deu uma pausa até lembrar o nome dela- Demetria!


Joseph não tinha contado nada para a mãe sobre ele e Demetria.


- É ela esta sumida. –disse ele encarando o chão.


- Aconteceu alguma coisa? –perguntou Denise pondo a mão no ombro de Joe.


- Eu e ela não estamos se falando. –pausou- Tivemos uma briga.


- Entendo. –pausou- Vocês se gostavam bastante né? –perguntou Denise.


- Mãe, e o Kevin e a Dani, como estão? –perguntou Joseph mudando de assunto.


- Estão bem. –respondeu Denise entendendo que Joseph não queria falar sobre o assunto “Demetria”.


[...] Dois dias depois [...]


- A melhor coisa a fazer foi você ter foi ter resolvido vim comigo nessa viajem. –disse Demetria.


Elas já estavam dentro do avião com destino para o Canadá.


- Senhores passageiros, por favor, apertem o cinto o avião já irá decolar –falou a aeromoça.


Demetria e Miley apertaram os cintos.


- Estou com tanta saudade de Hannah. –disse Miley.


- E eu de Sunny e Shane –disse Demetria encarando o chão.



# Demetria Lovato on.


Todo o voou eu passei dormindo, depois que chegamos, pegamos nossas bagagens e fomos para um hotel 5 estrelas.


- Seu quarto é ao lado do meu! –disse Miley.


Estávamos no elevador conversando até que chegou o nosso andar.


- Eu vou descansar um pouco, não dormi bem essa noite! –falei pegando a chave.


- Eu vou andar por ai. –ela deu de ombros.


- Esta bem! –rodei a chave e olhei pra Miley- juízo em! –gargalhei.


Ela fez uma careta e eu entrei em meu quarto. Logo depois de me instalar no quarto do hotel, deitei-me na cama e dormi.


# Demetria Lovato off. # Miley Cyrus on.


Quando entrei em meu quarto, guardei as malas e tomei um banho rápido, coloquei uma caça jeans, uma regata branca acompanhada de um casaco curto de couro preto e pra finalizar um salto e claro minha bolsa. Quando sai do hotel, peguei um taxi e fui para o shopping.


Como Demetria disse, vir para o Canadá foi a melhor coisa a fazer, eu e Nicholas não estamos muito bem. Enquanto eu caminhava pelo shopping, resolvi entrar em uma loja de grife.


# Miley Cyrus off.


Uma atendente chegou para ajudar Miley, ela escolheu varias roupas e comprou todas, quando voltou a caminhar pelo shopping sentiu seu celular vibrar. Ela parou de andar e pegou-o. Era uma mensagem de Nicholas.

“ Já chegou? Como foi o voou?“

Miley respondeu

“ Cheguei, o voou foi ótimo, obrigada”


Quando terminou de responde, Miley, ainda com a cabeça abaixada, deu dois passos para frente e sentiu seu corpo bater com o de alguém. Antes que ela pudesse reagir ao impacto suas coisas já tinham caído no chão. O rapaz se abaixou rapidamente e pegou as bolsas de Miley.


- Perdão, seu só... –o rapaz olhou pra ela.- Oi, sou Liam! –disse ele com um sorriso de lado.


Isso que eu chamo de um lindo par de olhos azuis! –pensou Miley


- Meu nome é Miley. –pausou- Desculpe também, eu estava distraída e...


- A culpa foi minha. –disse ele entregando as coisas dela.


- Eu preciso ir, desculpe mais uma vez... –ela virou-se


- Espera! –disse Liam, Miley virou-se pra ele- você quer almoçar comigo? –perguntou.


- Hey, acho melhor não, eu sou casada. –respondeu Miley de imediato.


- É só um almoço entre colegas, não custa nada. –disse ele sorrindo.


Por que não? –pensou Miley


- Esta bem! –respondeu ela.


Liam era um cara bem divertido, a todo tempo ele tinha uma boa piada para contar. Além de ser totalmente educado, gente fina e bom moço ele era bem bonito.


- Você deve ser jogador de basquete? –disse Miley.


- Não. –respondeu Liam- não gosto de basquete.- Mas Miley, você disse que era casada, onde esta seu marido? –perguntou Liam.


- Ele esta nos EUA, junto com a minha filha Hannah.


- Então você tem uma filha? –perguntou ele e Miley afirmou com a cabeça- Isso é incrível.


- Você tem filhos? –perguntou ela


- Tenho um rapazinho de 4 anos. -respondeu


- E sua esposa, onde esta?


- Não sou casado. –deu de ombros e deu um gole na bebida.


O almoço tinha sido muito agradável, Liam era agradável. Duas semanas se passaram e Demetria estava empenhada em seu trabalho, enquanto Miley dava alguns passeios amigáveis com Liam.


# Com Demetria.
 # Demetria Lovato on


O trabalho esta me matando, digo não tive um dia de descanso desde que cheguei aqui, tudo esta muito corrido. Enquanto mexia na mala em que eu tinha trago, achei a carta de Joseph. Respirei fundo, sentei na cama e mordi os lábios.


- Por que não? –perguntei pra mim mesma.


Abri o envelope branco e senti meu coração acelerar e no mesmo estante uma corrente de calafrios subirem pela minha espinha.


- Vamos lá Demetria! –falei para mim mesma.


Puxei a carta devagar para não rasgar o papel, e comecei a ler enquanto meu coração ficava cada vez mais acelerado.


Demetria,
        Muitas vezes na vida temos que aceitar as coisas como são. Isso significar ter de fazer sacrifícios contra nossa vontade, ter de compreender o porquê de certas coisas acontecerem, temos que entender certos conceitos da vida, pagar pelos nossos atos, ou apenas somos obrigados a crescer e amadurecer. Comigo não seria diferente. Se ainda esta lendo essa carta, espero que compreenda todos os meus motivos de ter de me casas com Ashley. Penso dia e noite sobre tudo o que aconteceu entre nós, desde quando nos reencontramos em um jantar de negócios, quando nos dávamos tão bem, quando seus lábios estavam juntos aos meus e nossos corações batiam como um só, até os dias de hoje, os dias no qual você não fala mais comigo, esta tão distante e fria. Talvez você apenas cansou de ser magoada pelo mesmo homem duas vezes consecutivas. Não sei se fomos feitos um para o outro, mas alguma coisa me diz que fomos, algo lá no fundo me diz, e eu não consigo para de ouvir a bendita voz que diz que você ainda será minha, mas a questão é, será que essa voz esta certa? Mas, sempre, de alguma maneira algo nos afasta, ou eu apenas acabo lhe magoando e lhe ferindo. Acredito que poderíamos ter sido felizes, eu, você e Sunny. Ela até mesmo poderia me chamar de papai, se você permitisse, claro! Eu poderia te chamar de minha, minha esposa. Eu seria seu marido e você minha mulher. Porém o ditado é certo, nem tudo é um mar de rosas ou um simples conto de fadas que termina com um feliz para sempre. Um mês antes de nos reencontrarmos naquele jantar de negócios, eu estava tendo um romance com Ashley, não foi nada sério, apenas por curtição ou carência. Depois você apareceu, e bem, tudo mudou, eu já não conseguia imaginar passar alguns dias ou horas sem você, sem sentir o seu perfume ou seu toque. Quando fomos para Detroit, toda a saudade, o amor, enfim tudo o que eu senti por você estava sendo depositado naquela noite. Alguns meses depois, ou melhor, os melhores meses da minha vida, pensei em passar em uma joalheria, a mais cara de Los Angeles, e assim o fiz. Comprei o melhor e mais caro anel, não seria um anel comum ou apenas um enfeite para uma mulher especial. Porém seria o anel em que você usaria, um anel parecido com o que eu usaria em meu dedo anelar direito, sim eu tinha em mente lhe pedir em noivado para que em breve pudesse lhe pedir em casamento. Eu estava feliz, tudo estava dando certo, eu e você estávamos dando certo, porém como em todo paraíso sempre teria uma cobra. Ashley apareceu fazendo não só um estrago em minha vida, mas também me fazendo sentir-se culpado. Ela disse que estava esperando um filho meu. Eu já não sabia o que fazer e como lhe dizer. Algumas semanas passaram e eu ainda não tinha achado a melhor maneira de lhe dizer isso, sem lhe ferir ou lhe fazer chorar. Quando saiamos para jantar, eu tentava lhe dizer com as palavras mais certas e sinceras o que estava acontecendo, o que eu ensaiava todo dia para lhe dizer, porém quando eu ameaçava a abrir a boca para lhe falar, pareciam que todas as minhas palavras sumiam e eu sentia meu estomago embrulhar. Eu tinha que arcar com as minhas consequência e agora eu não só me sentia culpado por engravidar uma mulher como Ashley, mas também já me amaldiçoava por ter de me casar com ela. Realmente eu detestava essa ideia como ainda detesto. Eu não deixaria a criança nascer sem pai, e eu também não iria deixar a criança sozinha com Ashley, logo com Ashley, uma desnaturada que somente serviu para satisfazer meus desejos sexuais antes que você aparecesse. Quando pedi Ashley em casamento, não foi com a aliança que comprei para por em seu dedo, jamais faria isso, seu anel esta bem guardado, em uma caixinha preta de veludo escondida no meu escritório. Coloquei-a lá para Ashley jamais achar a preciosa caixinha.

Meu desejo agora é jogar tudo para o ar e estar com você, com você e com Sunny. Porém não posso fazer isso, não sou mais nenhum garoto para cometer tal imprudência. Quando estávamos em meu carro, no mesmo dia em que tivemos nosso ultimo jantar, você me chamou para ir para a sua casa na tarde seguinte para podermos conversa, eu já não tinha mais saída como também já não poderia esconder algo que até então era um segredo pra você. Você disse que queria dizer algo para mim, porém também deixaria para falar no dia seguinte. Quando fui para casa, passei a noite em claro, meus olhos sequer fechavam ou o sono ameaçava a vim. E quanto mais passavam as horas, mais meu coração apertava. Quando deram quatro horas da tarde, o horário no qual marquei para chegar a sua casa, minhas mãos estavam gélidas e meu coração doía mais do que qualquer outra coisa já existente. Quando lhe falei que casaria com Ashley, você não me deu o luxo de terminar de lhe dizer ou pelo menos me explicar. Você me expulsou da sua casa e quando cheguei em meu carro, o arranquei de lá com lagrimas escorrendo pelos olhos. Meus olhos estavam vermelhos e eu chorava como uma criança. Eu tinha perdido a mulher da minha vida. IDIOTA! OTÁRIO! IRRESPONSÁVEL!... Era o que eu pensava naquele momento, minha vontade era jogar o carro junto comigo dentro de um precipício. Porém eu não poderia fazer aquilo.

Sei que te machuquei, mas não era minha intenção, jamais foi minha intenção. Eu quero apenas estar com você, te abraçar apertado, te dar o melhor beijo que eu conseguir e apenas dizer em seu ouvido sussurrando que lhe amo e quero fazer de você minha esposa. Porém sei que isso não vai acontecer, sei que você esta com ódio de mim, raiva e magoa, mas eu a compreendo perfeitamente. Ainda mais se eu não soubesse do ocorrido eu faria o mesmo. Todos os seus sentimentos por mim se transformaram em coisas horríveis e isso me corroeu por dentro dia e noite e isso me mata a cada dia. Escrevi essa carta na esperança em que você não rasgasse e sim lesse, lesse até o final, espero que tenha compreendido tudo o que aconteceu, e que meus sentimentos por você nunca, jamais iram mudar.  Escrevi e reescrevi tudo isso, tentando achar as melhores palavras, o melhor jeito e maneira para lhe dizer todas essas coisas. E que casei com Ashley por me sentir obrigado a fazer isso. Talvez não queira me perdoar por ainda sentir-se machucada, mas espero que algum dia perdoe-me por toda a dor que lhe causei. Não escolhi a vida que tenho agora, e se pudesse escolher estaria agora ao seu lado, cuidando de você e da nossa Sunny. Se cuide e cuide de Sunny por mim.

19/08/13
Joseph.”


Continua... +6 pro ultimo capitulo


FINALMENTE, a carta! *-* Pra vocês, qual será a reação da Demi?

Oooi MB’s como então?

Espero que essa carta tenha alcançado todas as expectativas de vocês, lembrando que ela foi feita antes da Demi fazer 21 anos, gostaram da surpresa?

-xoxo Amo vocês.



13 comentários:

  1. Omg a Demi leu a carta.
    ela com certeza esta chorando lendo essa carta
    Poste logo!! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Aaaaaaleluia Aleluia aleluia...demi leu a carta,finalmente.
    Eu to amandooo
    Posta logo
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. PELO AMOR DE DEUS! NÃO É DE DEUS PARAR NESSE MOMENTO!!!!!!!!!!!!!!! POR FAVOR, não demora pra postar! Sua história é incrível! Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Finalmente..
    *O*
    OMG..
    E agoraaaa??.Oque a Dem vai fazer?
    Será que ela vai perdoar o Joey..Hum?
    AHHHHHHHHHHHHHHH
    Posta Logoo
    s2

    ResponderExcluir
  5. OMFG!!! SIMPLESMENTE PERFEITO
    CURIOSA PRA SABER A REAÇÃO DA DEMI
    POSTA LOGOOOOOOO

    ResponderExcluir
  6. Oh Deus! Posta logo, isso tá perfeito. *-*

    ResponderExcluir
  7. MDS, AMEI O CAPÍTULO E FICO FELIZ POR VOCÊ TER VOLTADO! POSTA LOGO *-*

    ResponderExcluir
  8. Pode divulgar? É o blog de uma amiga, ela tinha colocado ele em hiatus e agora ta voltando!
    http://jemionelove.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. ah que lindo tipo *__* carta magnifica o Joe ama a Demi <3

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus que perfeição posta logo
    Gaby

    ResponderExcluir
  11. Tipo ele é guerreira ate nas fics,pq pra ter dois filhos com um homem e não contar nada pra ele tem que ter coragem né,quero ver a reação do Joe quando sou
    ber do Shane,ah e a reação da Sunny quando souber do Joe,ah e a Demi vendo os tres vou chorar litros que perfeito.
    by:Barbara

    ResponderExcluir
  12. Posta logo para minhas lagrimas valerem poxa T-T

    ResponderExcluir
  13. Nossa, comecei a ler a dois dias e estou amando! Continua Flor ><

    ResponderExcluir